Frentistas de SP e patrões voltam a negociar nesta terça-feira (3)

A 3° rodada de Negociação Coletiva dos cem mil trabalhadores em postos de combustíveis do Estado de São Paulo – cuja data-base é 1° de março, acontece nesta terça-feira (3), as 14 horas, na sede da patronal Sincopetro, em Perdizes/SP. Norteará o debate entre os dirigentes dos dezesseis sindicatos dos frentistas filiados à Federação Estadual dos Frentistas (Fepospetro), e os representantes das quatro entidades patronal no Estado as resultantes da reunião do dia 15 de março. Na ocasião, foi recusada pelos trabalhadores a proposta do Sincopetro de reajustar os salários em 1,16% – índice abaixo das variáveis que regulam os reajustes do período, bem como o propósito de, nos moldes da Lei da reforma Trabalhista ( 13.467/17) excluir da Convenção Coletiva benefícios como o vale-refeição, hoje no valor de R$ 17,50. Demais pontos rejeitados da proposta dos patrões consistiam em reduzir para 30 minutos o intervalo para almoço, aumentar para 12×36 a escala laboral, suspender o pagamento das horas – extras de 100% cabíveis às datas tidas como feriados oficiais, trabalhadas, entre outras mudanças como a perspectiva da Terceirização.

Participação: De acordo com Luiz Arraes, presidente da Fepospetro, que unifica a tratativa, o desafio de preservar o legado da entidade de jamais ter negociado um desfecho sem que houvesse ganho real de salário e avanço de benefícios passa pela questão da participação dos trabalhadores nessas ocasiões. “Frentistas que vivenciam as nossas dificuldades nesses enfrentamentos não aceitam mais acatar, mecanicamente, críticas desinformadas sobre a atuação da categoria, por exemplo”, explica. Sobre a locomoção, o dirigente afirma que ficou acertado que os respectivos sindicatos farão o transporte de ida e volta dos trabalhadores que puderem estar presentes na reunião desta terça-feira (3) no Sincopetro.
Mais cedo: Também na terça- feira (3) um encontro preparatório à negociação da tarde com os patrões reunirá na Fepospetro, as 9 horas, além dos dirigentes sindicais de São Paulo, o presidente da Federação Nacional dos Frentistas e do Sinpospetro do Rio de Janeiro, Eusébio Luís Pinto Neto.

Leila de Oliveira – Assessoria de Imprensa da Fepospetro
Imagem: Fepospetro

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *