Quer passar o Natal ou o Ano Novo na casa de praia do sindicato? Sorteio acontece em 18 de dezembro!

Frentistas sindicalizados (as) que quiserem participar do sorteio de reservas para a Casa de Praia do sindicato para os períodos do Natal e Reveillon deste ano, e também para o Carnaval de 2019 tem até as 14 horas do dia dezoito de dezembro para realizar as inscrições, o que pode ser feito pelos telefones: (19) 3234-2447 ou (19) 3234-6761, ou pessoalmente, no sindicato, que fica localizado na rua Regente Feijó, num. 95, centro, Campinas.
Programado para ocorrer dia 18 de dezembro, as 15 horas, no Sinpospetro-Campinas, o sorteio garantirá ao trabalhador premiado o direito de usufruir, em uma dessas três datas, de até seis dias de permanência na casa de praia. O resultado estará disponível no mesmo dia, nas redes sociais e no site do Sindicato. Para Francisco Soares de Souza, presidente do Sinpospetro-Campinas, a ideia do sorteio surgiu da necessidade de dar justa saída à situação de grande procura pela casa registrada no período das festas e carnaval. “O sorteio dá a todos os interessados (as) chances iguais de acesso”, disse.
Acomodações: Com capacidade para até seis pessoas, a casa de praia está localizada em Praia-Grande- SP a apenas duas quadras do mar. O local é equipado com geladeira, colchões avulsos, armários e utensílios de cozinha. Possui também piscina, churrasqueira e garagem para três carros.
Condições: Como dependentes do trabalhador (a) sindicalizado, esposa (o) e filhos (as) pagam, assim como o próprio trabalhador (a), diárias simbólicas de apenas R$ 10,00 ( estão isentos do pagamento filhos e filhas com até idade de até 11 anos)
Demais acompanhantes, como amigos e outros parentes, pagam diárias no valor de R$ 25,00.
Passado o sorteio, os agendamentos da casa de praia do sindicato voltam a ser abertos, sempre a partir do primeiro dia de cada mês. As reservas durante a primeira semana são resguardadas para trabalhadores de regiões onde o sindicato tem subsede, caso das cidades de Americana, Mogi-Guaçu, Indaiatuba e Limeira. Após os sete dias, a agenda é liberada para trabalhadores de Campinas e demais cidades.

*Leila de Oliveira – Assessoria de Sinpospetro Campinas-SP

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *