Empresa Suíça compra 78% da rede de postos Ale

Fonte: Valor Econômico

O grupo suíço Glencore assinou na sexta-feita, com um grupo de acionistas, contrato de aquisição de 78% do capital da distribuidora de combustíveis Alesat, dona da rede de postos Ale e que tem sede em Minas Gerais. A companhia mineira, conforme dados da ANP, agência do setor de petróleo, detém fatia de 2,5% do mercado nacional.

O Valor antecipou na sexta-feira que as negociações com a trading suíça estavam na reta final.

Os vendedores foram o grupo Asamar, de Minas, que se desfez de toda a participação de 50% na Alesat, o fundo de investimentos Darby, que detinha 18%, e Marcelo Alecrim, que vendeu 10%. O empresário manteve 22% das ações. Alecrim, atual presidente, foi nomeado presidente-executivo do conselho de administração da Alesat.

O contrato foi assinado no início da noite de sexta-feira em São Paulo e o valor da transação não foi revelado.

A Glencore Energy informou em nota que a conclusão da operação estará sujeita à aprovação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). Destacou que após seu recente investimento no setor de distribuição de combustíveis mexicano, por meio da G500, o investimento na Ale representa um marco no mercado brasileiro de combustíveis. Vai proporcionar à Glencore uma plataforma sólida para aproveitar as significativas oportunidades de crescimento no setor, sendo que a maior parte do aumento da demanda deverá ser suprido por importações.

A Alesat vinha sendo negocia com outras empresas: a holandesa Vitol e a francesa Total. Em 2016 chegou a ser vendida para a Ipiranga, do grupo Ultra, por R$ 2,17 bilhões, mas o Cade vetou a negociação, alegando concentrado de mercado. A Glencore vai competir com as líderes BR Distribuidora, Raízen e Ipiranga.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *