Postos de combustíveis em São Paulo fazem promoções irregulares

Fonte: Portal G1

Postos de combustíveis têm feito promoções irregulares em São Paulo. Placas enormes exibem preços menores do que são cobrados na bomba e o desconto é só para o período da madrugada, por exemplo. Em alguns casos, a venda é casada: você paga o menor valor se levar outro produto.

Em um posto na Avenida Aricanduva, na Zona Leste, a placa mostra em letras grandes que o litro de gasolina sai por R$ 3,89, mas na bomba o preço é R$ 3,99, ou seja, R$ 0,10 a mais. De acordo com funcionários do local, em cima da placa, letras menores explicam que só tem direito ao desconto quem comprar um aditivo no valor de R$ 11,99.

Os funcionários também alertaram que o preço da gasolina cobrado na bomba está na placa em letras pequenas. Para o Procon, a propaganda é irregular porque confunde o consumidor.

Para Carlos César Mareira, diretor de fiscalização do Procon-SP, trata-se de uma infração ao Código de Defesa do Consumidor.

“Ele está pensando em pagar um preço quando na realidade é cobrado outro. O dono do posto pode sim fazer uma promoção, desde que ele faça com o mesmo tamanho e no mesmo formato o preço praticado com habitualidade.”

Segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), a responsabilidade de fiscalizar os postos é das prefeituras.

Desconto só de madrugada
Em alguns postos da capital, o preço do combustível muda de acordo com o horário em que a pessoa abastece. Em um dos postos visitados pela reportagem do SP1, a placa mostra que o etanol e a gasolina são mais baratos, mas só das 22h às 6h.

No horário promocional, a gasolina sai por R$4,17. No resto do dia, o preço é R$ 4,24. O gerente Romeu Araújo espalhou várias placas com o valor normal e acredita que a promoção não causa confusão.

“Como à noite o movimento é muito fraco, para não deixar o posto fechado e pegar um segurança, então fizemos a promoção e colocamos um funcionário para trabalhar esse período. Você pode ver que as placas de combustível estão tudo mostrando o preço exato da bomba hoje”, afirma.

Mas de acordo com os motoristas, é difícil não fazer confusão. “Em um posto de gasolina ali na Paulista o preço estava R$ 3,99, mas quando abasteci o cara disse que era R$ 5,19”, afirmou um motoqueiro.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *