SINPOSPETRO – CAMPINAS/SP VAI IMPLANTAR “NÚCLEO SINDICAL DE COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER”

copi2A implantação  do “Núcleo Sindical de apoio à Mulher Vítima da Violência  e à Igualdade de Gênero”, ideia encabeçada pelo Sindicato  dos Trabalhadores em Postos de Combustíveis  e Lojas de Conveniência de  Campinas e região – Sinpospetro –Campinas/SP,  foi debatida na última sexta-feira (7), na sede do sindicato, em reunião mediada por Francisco Soares de Souza, presidente da Federação Nacional dos Frentistas- Fenepospetro-, e da entidade de Campinas/SP,  cuja base de  aproximadamente  cinco mil  trabalhadores  congrega contingente de quase duas mil representantes do gênero feminino.  O  encontro que  permitiu discussões sobre o cenário  de violência enfrentado pelas mulheres  brasileiras teve a presença de   Ana Claudia Diez, perita da Polícia Civil de Campinas e diretora de Comunicação no sindicato da sua categoria,  Paula Garcia, fundadora da Associação da Divina Misericórdia, que atua  há 20 em Campinas,da especialista em  Ortodontia Estética, Dra. Vânia Boscolo, cuja atividade contempla o atendimento a  pessoas carentes e com  deficiências psicomotoras, e  Geanete Franklin, que há 10 anos desenvolve, junto à ONG´s, trabalho  de  recolocação  profissional e de reabilitação emocional  de mulheres com câncer de mama. Presentes também, advogados,  funcionários e membros da diretoria do sindicato, aprovaram a iniciativa.

Motiva a  proposta o  aumento de casos dentro da categoria
Francisco Soares de Souza, dirigente sindical idealizador do projeto, explicou que a  criação de um departamento específico para tratar do tema  é ancorada no  número  crescente  de trabalhadoras mulheres que buscam no sindicato orientação sobre como agir diante de  casos de violência psicológica , física e moral, no trabalho e/ou no  ambiente doméstico. Ele informou que o núcleo servirá para atendê-las  de forma especializada  e dar o correto encaminhamento, junto ao poder público: “Lidar com violência não é algo fácil e rápido – e exige pessoas especializadas, além disso, – continuou –  é também  papel do movimento sindical desconstruir e romper com o ciclo da  violência permanente contra a mulher em toda a sociedade”, afirmou. Foi publicado no jornal Diário de São Paulo deste sábado (8) o  edital  da Assembleia, agendada para o  próximo dia 21 e  voltada a aprovar a iniciativa  e a determinar o  regulamento e toda a estrutura  organizacional e funcional do “Núcleo Sindical de apoio à Mulher Vítima da Violência”.
 
Assessoria de Imprensa – Fenepospetro- Leila de Oliveira 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *