200 postos de combustível são notificados por expor trabalhadores ao benzeno em MT

Todas as empresas notificadas a cada etapa têm o dever de cumprimento imediato das obrigações legais de prevenção a acidentes de trabalho.

A multa para aqueles estabelecimentos que estiverem em desacordo com as legislações pode chegar até a R$ 8 mil por infração.

O benzeno é uma substância tóxica presente na composição da gasolina. A substância pode causar bronquite, edema pulmonar e até outras doenças se houver contato prolongado com o corpo humano.

Pode provocar câncer e traz riscos à saúde do trabalhador e suas consequências poderão ser manifestadas em 15 ou 20 anos.

Nesta etapa de Cuiabá, que reúne 200 empresas, também estão incluídas revendedoras de combustíveis de Várzea Grande, Chapada dos Guimarães, Santo Antônio do Leverger e Nossa Senhora do Livramento.

Inicialmente as empresas apresentaram documentos e exames médicos ocupacionais dos colaboradores expostos ao benzeno.As empresas receberam uma notificação para o cumprimento de obrigações trabalhistas que trata dos principais riscos à saúde e segurança dos trabalhadores que atuam no setor, com enfoque na exposição ao benzeno, bem como daquelas irregularidades mais verificadas pela fiscalização do trabalho.

A notificação entregue foi discutida durante reunião ampliada com as empresas fiscalizadas, realizada na quarta-feira (20) no auditório do Ministério da Agricultura, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

Projeto – A notificação faz parte do Projeto de Fiscalização em Postos Revendedores de Combustíveis (Projeto PRC) lançado em abril como parte da Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho (CANPAT) de 2018 do Ministério do Trabalho.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *